Recursos Humanos

Treinamento e desenvolvimento: conheça 7 motivos para investir em sua equipe

Escrito por Grupo Fatos

Quem imagina que em tempos de crise econômica os investimentos em treinamento e desenvolvimento seriam reduzidos, vai se surpreender. Foi o que apontou o estudo feito pela Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD), coordenado e analisado pela Integração Escola de Negócios. De acordo com os dados, o tempo de treinamento por colaborador em 2015 foi de 16,6 horas; em 2016, chegou a 22 horas em média.

Os números mostram que, mesmo em um cenário econômico desfavorável, pode haver cortes, redução de gastos e racionamento de recursos, mas o investimento nas pessoas ainda é visto como valor. Afinal, as crises não são eternas e as empresas precisam estar preparadas para trabalhar em um contexto que preveja produção máxima.

Por isso, confira a seguir 7 motivos para investir em sua equipe.

1. A equipe é sua

Se a sua empresa passou por um longo processo de seleção para trazer os melhores funcionários para a organização e se hoje eles representam a sua empresa no mercado, esse é um ótimo motivo para investir em treinamento. A equipe é sua! Ela não trabalha para o seu concorrente, tampouco para o seu fornecedor.

Os funcionários levam a sua marca, lidam com os seus clientes e manuseiam o seu maquinário. Isso é motivo suficiente para você investir em capacitação constantemente, já que você espera que eles prestem o melhor trabalho possível. Quem deseja que um bom serviço seja entregue deve dar condições para que isso seja feito.

2. As necessidades mudam

Até pouco tempo atrás, uma equipe de vendas conseguia fazer todo o seu trabalho tendo um telefone e uma agenda de clientes em mãos. Hoje, as necessidades dos clientes mudaram tanto e tão rapidamente que é preciso se capacitar a todo momento para não perder nenhuma oportunidade.

Um bom exemplo é o uso das tecnologias móveis pelas empresas. Desde aplicativos de trânsito até ferramentas de comunicação como o WhatsApp facilitam muito o dia a dia das organizações. Já existem cursos voltados para vendas por meio do aplicativo.

O Facebook (empresa que comprou o WhatsApp) divulgou que, no Brasil, mais de 100 milhões de pessoas usam a ferramenta. É como se um a cada dois brasileiros usasse o aplicativo. É natural que os consumidores recorram a esse meio para comprar e as empresas para divulgar e vender seus produtos e serviços.

3. Os profissionais se sentem reconhecidos

Investir em treinamento e desenvolvimento é uma forma de demonstrar para os funcionários que o capital intelectual da empresa é valorizado. Dessa forma, eles percebem que a instituição está disposta a investir neles e se sentem reconhecidos.

O reconhecimento é algo primordial no ambiente corporativo. Ele é refletido na qualidade do trabalho prestado e também no clima organizacional. As empresas que têm uma cultura baseada em capacitação costumam ter reflexos positivos por meio de uma equipe mais colaborativa e sinérgica.

4. Com treinamento e desenvolvimento, a produtividade cresce

Para perceber a relação entre treinamento e produtividade, basta comparar a planilha de resultados antes e depois de uma série de cursos oferecidos. E isso vale para qualquer área do conhecimento. Essa é uma lógica concreta, pois, se os seus funcionários têm dificuldades relacionadas aos cálculos das Microempresas Individuais, por exemplo, é importante que se busque uma capacitação focada nesta necessidade.

Com uma equipe esclarecida, que teve acesso a conteúdos teóricos e práticos sobre uma dúvida específica, não é mais necessário parar o trabalho a todo o tempo para esclarecer algum ponto. Ganha-se com o tempo de produção, mas também com a qualidade do que é entregue.

5. As ofertas são boas e acessíveis

Antes da era da internet, as empresas até poderiam usar como desculpa a falta de cursos de qualidade e os altos investimentos. Mas hoje, com o conhecimento tão disseminado e democratizado, esse argumento não é mais verdadeiro. Existem treinamentos para todos os gostos e bolsos.

É possível recorrer a empresas e escolas de negócios consolidadas para demandas mais longas e que requeiram certificação, mas também é possível se capacitar por meio de vídeos do YouTube, TedTalks ou outras plataformas que investem em formação gratuita. Felizmente, o acesso ao conhecimento transcendeu as barreiras físicas e socioeconômicas.

6. Os capacitados multiplicam o conhecimento

Quando a empresa investe no desenvolvimento de um funcionário específico, ela ganha com a aquisição de conhecimento dele, mas favorece toda a empresa. O colaborador capacitado não traz o conhecimento e o guarda para si. Cada vez mais as empresas entendem os benefícios de formar multiplicadores. Eles aprendem no curso e formam os colegas posteriormente, consolidando o próprio conhecimento.

Quando essa atitude é estimulada internamente, os funcionários já vão para a capacitação com o compromisso de trazerem um conteúdo concreto, que possa ser dividido com os colegas depois. Há um compromisso muito maior e uma valorização do treinamento.

7. A questão da mais-valia

Um profissional entra na sua empresa para determinada função, termina sua graduação, faz uma especialização, passa por diversos setores e chega a um cargo de chefia. Ele tem o mesmo valor desde que entrou na sua organização? Com certeza não. Ele acumulou atributos técnicos e comportamentais, experiências e competência profissional que não tinha quando chegou. Agora ele vale mais.

O sentido original do termo “mais-valia” pelos teóricos da administração e da sociologia é um pouco mais complexo, mas também está relacionado a quanto vale o tempo de trabalho de um profissional. Com certeza, se uma empresa investe no treinamento e desenvolvimento de seus funcionários, isso quer dizer que o valor dela no mercado também é diferenciado.

Nenhum trabalhador se sente bem em passar anos fazendo a mesma função, de forma mecanizada e pouco reflexiva. As empresas valorizam os treinamentos porque sabem que as capacitações vão fazer com que os próprios funcionários otimizem e inovem a maneira de desenvolver suas tarefas.

Como você tem percebido o investimento das empresas em treinamento e desenvolvimento? Considera que os dados da pesquisa apresentada no início deste artigo estão de fato mudando a realidade das instituições? Se esse conteúdo te fez refletir sobre a importância da capacitação nas empresas, compartilhe em suas redes sociais!

Sobre o autor

Grupo Fatos

Com mais de 25 anos de mercado e um atendimento de excelência, nos tornamos um Centro de Apoio ao Empreendedor, estruturado em unidades de negócios de diferentes áreas (Contabilidade, Consultoria, TI, Financeiro e RH), com soluções corporativas que permitem potencializar o futuro de nossos clientes.

Deixar comentário.

Share This