Crescimento Finanças

Veja em 2 passos como recuperar valor de caixa para seu negócio, através do crédito tributário!

Escrito por Grupo Fatos

Uma empresa é um organismo vivo, e por isso é muito fácil se perder entre tantas legislações, normas tributárias e declarações fiscais, mas estamos aqui hoje para lhe passar 2 passos simples, que poderão trazer de volta para o seu caixa, dinheiro que é seu por direito e só não foi retomado! 

Elizandra Taveira –
Sócia / Área tributária
Uma empresa é um organismo vivo, e por isso é muito fácil se perder entre tantas legislações, normas tributárias e declarações fiscais, mas estamos aqui hoje para lhe passar 2 passos simples, que poderão trazer de volta para o seu caixa, dinheiro que é seu por direito e só não foi retomado! 

Para saber o passo a passo, acompanhe o conteúdo abaixo: 

Nós poderíamos escrever um artigo imenso para lhe  informar o quanto o sistema tributário do Brasil é complexo, porém sabemos que não é isso que lhe chamou a atenção nesse conteúdo, e que sim a possibilidade de recuperar valores financeiros, para o seu fluxo de caixa. 
Só queremos salientar que é exatamente a complexidade do sistema tributário, que permite que a sua empresa recupere valores de impostos pagos anteriormente. 
Muitas empresas acabam pagando impostos em excesso, e não realizam a recuperação desse crédito por não terem noção de como está o estudo tributário do negócio, e é nisso que perdem dinheiro. 

 

  • Como recuperar os créditos tributários: 

 

1º passo: Você vai precisar de uma análise tributária atualizada! 

Se você é empresário e nunca ouviu falar de análise tributária, ou nunca fez uma para sua empresa, é aqui que começa o primeiro ponto de atenção: uma análise tributária cruza informações e levantamento de dados financeiros, contábeis, fiscais da sua empresa para uma melhor escolha do seu regime tributário, que é exatamente o que vai definir o quanto você deve pagar de impostos, dessa forma você ficará enquadrado nos impostos que são corretos a sua atividade, evitando o risco de pagar a mais em algum momento. 

 

Quem realiza essa análise tributária da sua empresa, é o profissional da área  contábil, normalmente o responsável pelo departamento fiscal fará esse trabalho, ou você pode contratar uma empresa de assessoria tributária. 

O processo depois disso ficará com esse profissional, o contador irá realizar a análise acima, e então identificará para você se os valores que você vem pagando em impostos são justos, quais foram pagos em excesso ou quais estão em débito. 

2º Passo: Envio da documentação feita pelo profissional contábil/fiscal 

Realizada a análise e com toda a documentação em mãos, o seu contador irá transmitir essa documentação através de canais da receita federal, estados ou municípios de acordo com o crédito identificado, e no final do processo o empresário poderá optar receber esses créditos em forma de compensação , paga pagamento dos próximos tributos, ou pode optar por receber o valor em dinheiro através de pedido de restituição

 

Esse processo é relativamente simples, para você empresário, pode deixar que a parte complexa ficará com o seu contador, a parte operacional é toda com ele, você só acompanhará o processo, e queremos ressaltar o quanto essa oportunidade deve ser valorizado na sua empresa nesse momento de crise, portanto listamos abaixo alguns bons motivos para você ir atrás dos créditos tributários do seu negócio: 

 

    • Alívio financeiro: Revisitar os créditos acumulados do seu negócio, pode afetar diretamente seu caixa, trazendo um alívio financeiro para tomada de decisão nesse momento de instabilidade. 
    • Reduzir despesas tributárias: Quando é feita essa análise tributária, e é identificado créditos tributários, o empresário pode optar por utilizar esses créditos para já pagar futuras obrigações tributárias, aliviando assim a preocupação em despender valor de caixa para pagar alguns impostos. 

 

  • Por último, não realizar a recuperação de créditos tributários, é o mesmo que deixar dinheiro parado sendo desvalorizado, pois eles perdem a correção monetária devida, portanto: atenção!

 

As empresas que podem se beneficiar desse processo são:

  • Simples Nacional e MEI 
  • Comércio e indústrias

Alguns exemplos: bares, restaurantes, distribuidores de bebidas, supermercados, postos de gasolina, lojas de conveniência, drogarias e farmácias, entre outros. 

Se você é empresário, e precisa dar uma aliviada no seu fluxo de caixa, uma forma simples que é de direito da sua empresa, é ir atrás da recuperação de créditos tributários, contate seu contador agora mesmo e converse mais sobre o assunto. 

Abaixo vamos deixar uma lista com todos os impostos que são recuperáveis, e caso queira contar com nossa ajuda nesse processo basta entrar em contato. 

 

>>>>>>> Quero recuperar meus créditos tributários <<<<<< 



Confira os impostos recuperáveis:
  • COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social);
  • CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido);
  • FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) – multa dos 10% em demissões sem justa causa;
  • ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços);
  • ICMS – Contas de energia elétrica;
  • ICMS – Substituição Tributária;
  • INSS (Instituto Nacional da Seguridade Social) sobre verbas indenizatórias – nos casos de demissão sem justa causa;
  • IOF (Imposto sobre Operações Financeiras);
  • IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados);
  • IRPJ (Imposto de Renda Pessoa Jurídica);
  • ISS (Imposto sobre Serviço);
  • PIS (Programa de Integração Social).

 

Sobre o autor

Grupo Fatos

Com mais de 25 anos de mercado e um atendimento de excelência, nos tornamos um Centro de Apoio ao Empreendedor, estruturado em unidades de negócios de diferentes áreas (Contabilidade, Consultoria, TI, Financeiro e RH), com soluções corporativas que permitem potencializar o futuro de nossos clientes.

Deixar comentário.

Share This
× Estamos Online