Crescimento Finanças

Possibilidades de Créditos na Pandemia

Escrito por Grupo Fatos
Francine Cabral
Sócia – área financeira

O ecossistema econômico mudou, impactado pela a COVID-19, trouxe novas possibilidades de créditos para as empresas. São grandes oportunidades de reorganização financeira, um fôlego em meio à crise ou até mesmo o momento certo para investir no seu negócio.

Até meados de março a pauta principal das empresas era como vender mais, como melhorar o pós venda, como conquistar aquele nicho especifico, como ganhar mais dinheiro, entre outros. Do dia para a noite a principal pauta se tornou a sobrevivência da organização e todos os holofotes se viraram para o coração da empresa que pulsa recursos para que todas as operações sejam capazes de trabalhar em sua melhor forma, o Financeiro.

Neste novo cenário todos tiveram que se adequar. A concessão de crédito disparou, crescendo mais de 40%. O governo e as instituições financeiras vêm disponibilizando diversas opções para ajudar as empresas a sobreviverem. Diante disso surgem grandes oportunidades com juros mais baixos somados a maiores prazos, sonho, não é mesmo?

De fácil visualização, contemplamos as principais linhas de crédito para você.

Banco do Brasil

A linha de crédito BB Giro Empresa tem como finalidade o capital de giro.  Seu publico alvo são comércios, indústria ou serviços, cooperativas (exceto crédito e agropecuária) e associações, com exceção de MEI.

Condições: com taxa a partir de 0,84%, os encargos são de acordo com o perfil e risco de cada empresa. Oferece carência de até 90 dias e prazo de até 36 meses para quitação. O limite disponível dependerá da análise realizada pelo banco.

Caixa Econômica Federal

A linha de crédito Especial Capital de Giro – Parceria Sebrae/Fampe tem como finalidade o capital de giro.  Seu público alvo são microempreendedor individual, micro empresa e empresa de pequeno porte.

Condições: para microempreendedor individual com taxa 1,59 a.m carência de até 9 meses e prazo de até 24 meses (após o período de carência) para quitação, com limite de $ 12.500.

Para microempresa a taxa é de 1,39 a.m carência de até 12 meses e prazo de até 30 meses (após o período de carência) para quitação, com limite de $ 75Mil.

Para empresa de pequeno porte a taxa é de 1,19 a.m carência de até 12 meses e prazo de até 36 meses (após o período de carência) para quitação, com limite de $ 125Mil.

O grande diferencial desta linha de crédito é que o cliente terá um acompanhamento empresarial assistido pelo Sebrae, nas fases pré e pós-crédito.

Itaú

A linha de crédito Capital de Giro tem como finalidade o capital de giro.  Seu público alvo são microempresa e empresa de pequeno porte.

Condições: são compostos por juros, tarifa e IOF. As taxas dependem da análise do banco. Com carência de 90 dias e até 54 meses para quitação. São diversas opções de garantia, como recebíveis de cartão, duplicatas e aplicação financeira.

BNDES

O BNDES disponibilizou $5Bilhões para capital de giro. A linha poderá ser solicitada por empresas com faturamento anual de até R$ 300 milhões até 30.09.2020. O objetivo é oferecer crédito rápido e flexível para empresas de todos os portes.

Condições: Selic + Taxa do BNDES 1,25% a.a +  taxa do agente financeiro (deverá ser negociada diretamente com o seu banco de relacionamento)

PRONAMPE

O Pronampe é uma linha de crédito disponilizada pelo Governo Federal, com finalidade de garantir recursos para os pequenos negócios e manter empregos. Seu público alvo são os microempreendedores individuais (faturamento* até 81Mil), micro empresas (faturamento* igual ou inferior a 360Mil) e empresas de pequeno porte (faturamento* igual ou inferior a 4,8Milhões). *Considerar a receita bruta do exercício de 2019.

Condições: taxa SELIC + 1,25% a.a  e sem Spread bancário, ou seja, os bancos não receberão nada por intermediar a disponibilização do crédito. Com carência de 8 meses e prazo de 36 meses para quitação.

O Grupo Fatos possui um grupo de profissionais exclusivos para tirar suas dúvidas sobre o PRONAMPE.

Com tantas opções de crédito disponíveis precisamos tomar cuidado no momento de adquirir o recurso. O que é para ser uma ajuda pode se pode tornar uma armadilha para sua empresa. Primeiro tenha clareza no objetivo da aquisição do crédito, seja ele equilibrar o fluxo de caixa ou investimento. O segundo passo é montar um plano de ação, que deve conter para onde este valor será destinado e o que ele te dará de retorno. O terceiro e último passo é você montar um fluxo de caixa projetado, incorporando os valores de parcelas do pagamento, assim você conseguirá evitar que o pagamento da dívida se transforme em um transtorno no futuro.

 

 

 

 

 

 

 

 

Sobre o autor

Grupo Fatos

Com mais de 25 anos de mercado e um atendimento de excelência, nos tornamos um Centro de Apoio ao Empreendedor, estruturado em unidades de negócios de diferentes áreas (Contabilidade, Consultoria, TI, Financeiro e RH), com soluções corporativas que permitem potencializar o futuro de nossos clientes.

Deixar comentário.

Share This