Finanças

Entenda já como calcular o Custo de Aquisição por Cliente (CAC)

Escrito por Grupo Fatos

Sabemos que uma das principais metas de qualquer empresa é conquistar a confiança dos consumidores para expandir suas vendas. Mas, afinal, de que maneira é possível saber se o negócio está no caminho certo? Uma boa resposta é conhecer o Custo de Aquisição por Cliente, ou Customer Acquisition Costs (CAC).

Essa métrica vai te ajudar a verificar se a sua estratégica adotada para fidelizar a clientela está surtindo os resultados esperados, de acordo com o capital investido pela organização. Afinal, uma empresa deve ter um parâmetro para analisar como o seu processo de convencimento para elevar os lucros pode ser mais eficiente.

Então, para te ajudar com isso, neste post vamos apresentar uma definição sobre o CAC, a sua importância para as organizações, a forma como esse indicador é calculado e as principais maneiras de reduzi-lo! Confira:

Conheça o custo de aquisição por cliente

Como dissemos, o CAC é uma métrica que verifica quanto uma companhia investe para atrair o seu público-alvo.

Ele é bastante utilizado por diversos tipos de empresas, como as que atuam nos segmentos Business to Business (B2B). Além disso, esse parâmetro também é muito relevante para organizações de menor porte, devido à sua escassez de recursos.

De toda forma, para fazer uma gestão mais ágil e inteligente, os administradores necessitam ter dados sobre quanto custa conquistar um cliente. Assim, poderão verificar como suas campanhas de marketing estão sendo efetivas, e avaliar se têm condições financeiras de fazer novos investimentos com foco em aumentar a carteira de consumidores.

Faça o cálculo

De fato, o CAC apresenta uma fórmula bastante simples, mas é preciso ter muito cuidado para inserir corretamente os itens que serão calculados. Um erro já pode fazer com que a sua empresa tenha uma visão distorcida dos resultados alcançados, e até comprometer a saúde financeira da companhia.

Agora, vamos entender um pouco mais da fórmula:

CAC = Investimento feito na aquisição de clientes / Consumidores conquistados.

Nada é melhor do que um exemplo para facilitar a compreensão, certo? Então, pense que uma academia de ginástica contrata uma equipe de marketing composta por 2 profissionais.

O salário de cada integrante é de R$ 2,5 mil, e o orçamento mensal destinado a ações para atrair a clientela é de R$ 4 mil. Em 4 meses, o empreendimento conquistou mais 40 clientes. Como você pode chegar ao CAC desse período?

Inicialmente, você deve considerar que o investimento nos funcionários será de R$ 20 mil, ao todo: por mês, a empresa gasta R$ 5 mil com os dois empregados. Também deve computar o orçamento em publicidade e propaganda — aqui, consideremos o total de R$ 16 mil em 4 meses.

Com esses dados, é possível medir custo de aquisição por cliente da seguinte maneira:

CAC 20.000 + 16.000 /40 = 36.000/40 = R$ 900,00

Logo, a cada R$ 900,00 investidos, a academia ganhou um novo consumidor.

Entenda como avaliar o CAC

Bom, agora você pode estar se questionando se o valor de R$ 900,00 por freguês conquistado é positivo ou negativo para uma organização.

Para esse resultado ser devidamente avaliado, é essencial ter conhecimentos de outro indicador importante: o Life Time Value (LTV). Grosso modo, ele consiste em verificar o valor que um cliente vai investir durante o período que utiliza os serviços de uma empresa.

Por exemplo: os novos 40 consumidores têm um ticket médio de R$ 150,00 por mês, e frequentam a academia durante 2 anos, em média. Nesse caso, o LTV pode ser calculado da seguinte forma:

LTV = Valor ticket médio x Tempo de retenção de clientes.

LTV = 150 X 24 = 3.600

Então, considerando que você investiu R$ 900,00 para conquistar cada consumidor, houve um retorno de 4 vezes o valor aplicado nas ações para atrair o público-alvo. O investimento valeu a pena.

Tenha noções dos custos envolvidos

Precisamos ressaltar que para fazer o CAC é necessário levar vários aspectos em consideração. Imagine, agora, que você trabalha em uma empresa de médio a grande porte. Nesse caso, o custo de aquisição por cliente pode envolver outros itens, por exemplo:

  • número de novos consumidores e prospects por mês: são considerados os clientes que compraram produtos e serviços e os que estão no cadastro da empresa para serem convertidos;
  • despesas para atração de clientes: é preciso inserir todas as ações feitas para captar consumidores, o que engloba investimentos em call center, campanhas de publicidade, site, blog, redes sociais, anúncios, e-mail marketing, entre outros itens;
  • despesas com promoção: devem ser calculados os custos das promoções realizadas na loja física e no e-commerce. Para avaliar devidamente esses resultados, o CAC deve ser mensal.

Pense em como reduzir o CAC

Atrair clientes de maneira mais rápida e econômica faz parte dos planos de qualquer organização, certo? Com isso em mente, agora vamos abordar algumas alternativas para você reduzir o CAC.

Faça promoções

Apesar do avanço tecnológico, a propaganda boca a boca continua firme e forte. Então, se você quer aumentar a clientela e os lucros, faça promoções que beneficiem os fregueses mais fiéis.

Você pode, por exemplo, premiar um consumidor com um desconto de 10%, durante certo período, que indique outra pessoa para comprar produtos ou adquirir serviços da sua empresa.

Diversifique a divulgação de sua marca

Anúncios em veículos de comunicação de grande e médio porte e nas mídias sociais são boas alternativas para conquistar os consumidores. Contudo, ainda é possível obter excelentes resultados, unindo tecnologia, bons serviços e clientes fidelizados.

Uma empresa pode usar a página no Facebook e em outras redes sociais para mostrar como os fregueses estão satisfeitos com os serviços prestados, por exemplo. E o mesmo pode ser feito no site da organização, por meio de vídeos e textos.

Tenha conteúdo educativo

Por fim, aproveite os canais de comunicação de sua companhia para mostrar como as mercadorias produtos ou serviços oferecidos proporcionam um maior nível de satisfação em relação à concorrência.

Nesse sentido, ofereça um conteúdo educativo, que instrua o consumidor a usar os produtos com mais facilidade. Isso faz com que vendedores e operadores de call center estejam mais concentrados em gerar receita do que tirar dúvidas dos fregueses.

Finalmente, com essas ações, você vai gerar mais engajamento e confiança no público-alvo, o que cativa a clientela e impulsiona as vendas!

Então, gostou do post? Sem dúvida, agora você tem bons recursos para administrar o custo de aquisição por cliente com inteligência. E, se quiser ainda mais informações relevantes sobre como fazer a gestão do seu negócio, aproveite para curtir a nossa página no Facebook

Sobre o autor

Grupo Fatos

Com mais de 25 anos de mercado e um atendimento de excelência, nos tornamos um Centro de Apoio ao Empreendedor, estruturado em unidades de negócios de diferentes áreas (Contabilidade, Consultoria, TI, Financeiro e RH), com soluções corporativas que permitem potencializar o futuro de nossos clientes.

Deixar comentário.

Share This