Crescimento

Como montar um plano de negócios

Escrito por Grupo Fatos

Ao abrir um negócio, é primordial um planejamento efetivo das ações a curto e médio prazo, visando que a empresa sobreviva no mercado e gere receita. Por isso, ter um plano de negócios bem estruturado garante um pontapé inicial de sucesso no mercado.

Mais que antecipar dificuldades e prever soluções para possíveis problemas, este documento auxilia o empreendedor a reverter uma situação conflituosa e não pôr tudo a perder.

Continue a leitura deste artigo para entender melhor sobre o plano de negócios, sua importância e como produzir um para seu empreendimento.

O que é um Plano de Negócios?

O Plano de Negócio funciona como uma espécie de mapa do seu negócio; nele, estão descritos os objetivos da sua empresa e como ela fará para alcançar essas metas.

Nesse sentido, esse documento precisa conter um estudo completo dos concorrentes, do público-alvo da região, das melhores estratégias de vendas e diversos outros detalhes essenciais à manutenção da instituição.

Além disso, esse tipo de plano revela o quão a empresa está viável economicamente, situação em que sócios e investidores podem obter bons resultados a partir desses dados.

Qual a importância do Plano de Negócios?

O plano de negócios é útil para empresários que já operam outro empreendimento e que esperam aumentar sua demanda e/ou mesmo outra filial da organização.

Ou seja, sempre que a instituição estiver prestes a passar por uma grande mudança, o plano pode (e deve) ser consultado, haja vista que nele estarão explícitos o passo a passo que você pode fazer com a sua receita, o que ajuda a trabalhar de acordo com o seu capital financeiro disponível em caixa.

E isso vale em diversas ocasiões: seja no lançamento de um novo item, serviço ou na abertura de franquias, planejar nunca traz resultados negativos. 

Então, aproveite para implementar esse hábito na sua rotina empresarial e descubra o quão ele é é benéfico para seu estabelecimento! 

Como montar um Plano de Negócios adequado?

Como dissemos, um plano de negócios traz inúmeras vantagens para o negócio, incluindo a diminuição de riscos de desastres no percurso. Obviamente, ele sozinho não elimina essas dificuldades, porém ajuda bastante a enfrentá-las com resiliência e jogo de cintura.

Portanto, sabendo da importância desse documento para sua organização, chegou a hora de aprender como fazer um Plano de Negócios. Para começar, lembre-se que não há um modelo igual para todo tipo de empreendimento, então, adapte a estrutura a seguir conforme a realidade do seu estabelecimento.

Aconselhamos não retirar nenhuma das partes apresentadas. Por outro lado, fique a vontade para inserir seções que julgar interessante. Veja os tópicos que não podem faltar no seu Plano de Negócios:

Sumário Executivo

Conhecido como o espelho do plano, o Sumário Executivo vai além de uma introdução breve, uma vez que ele representa o cartão de visita da empresa para clientes, sócios e investidores. 

Fazem parte do Sumário Executivo informações como:

Uma dica é procurar preencher essa parte por último, pois fica mais fácil anotar os dados das sessões seguintes aqui.

Análise de Mercado

A análise de mercado é uma parte complexa porque ela engloba diferentes aspectos que influenciam na sua empresa, em especial os clientes, fornecedores e os concorrentes. 

No geral, ela busca métodos para facilitar a tomada de decisão e agilizar a relação de problemas. Isso fica mais claro com essa segmentação:

  • Conhecimento do público-alvo: sem os clientes a empresa não vai para frente, assim é preciso investir na atração e retenção dos consumidores, de maneira a identificar o perfil dessas pessoas e ofertar a melhor experiência possível.
  • Estudo da concorrência: Sabendo quem são seus concorrentes diretos, é possível entender o que eles têm de pontos fracos e fortes, bem como o seu diferencial competitivo. Aliás, “observar o vizinho” pode ajudar você a descobrir o que está dando certo ou não no seu player de mercado;
  • Conhecimento dos fornecedores: dado que os fornecedores abastecem seu empreendimento e ajuda ele a funcionar, é vital firmar parcerias com pessoas e empresas que forneçam uma boa matéria-prima e com preço justo. Via de regra, também é importante contar com mais de um parceiro comercial visando evitar imprevistos.

Plano de Marketing

Embora importante, o Plano de Marketing ultrapassa a divulgação do seu produto/serviço. Mais que isso, aqui o empresário deve detalhar minuciosamente cada peça a ser colocada à venda, ao passo que a equipe conheça bem os produtos e as margens de lucro envoltas neles.

Feito isso, agora sim é momento de traçar estratégias de divulgação do seu serviço ou produto! 

Pense em como sua linha de produção pode ajudar as pessoas e monte um planejamento de marketing onde as dores do seu público sejam atendidas. Desse jeito, é bem mais fácil alcançar mais clientes.

Plano Operacional

O Plano Operacional trata dos procedimentos adotados para que um negócio funcione de verdade. Somado às projeções financeiras, esse elemento do plano estima que a quantidade de vendas em um dado período.

Com isso, se torna mais prático e simples planejar os próximos passos, prevenindo excessos e ou falta de materiais ou mão-de-obra, por exemplo.

Plano Financeiro

Quando falamos de empresas, a parte de números não pode ser baseada em achismos. É primordial calcular tudo para descobrir como anda a saúde financeira da instituição.

O fluxo de caixa, custos, despesas, investimentos, capital de giro etc., são apenas alguns exemplos de dados envolvendo dinheiro. Logo, não esqueça de tomar nota dessas informações, com o intuito de planejar o investimento inicial do negócio, assim como o necessário para a sobrevivência do mesmo nos primeiros meses.

Depois, assim que vier o lucro, é momento de pensar na necessidade de novos investimentos ou quem sabe, na busca de um sócio para administrar conjuntamente a empresa.

O Plano de Negócios sob diferentes ângulos

Viu como o Plano de Negócios é vital para um empreendimento de sucesso?

Por último, procure levantar perspectivas otimistas, pessimistas e realistas, de forma a ter um olhar claro do futuro, ajudando assim na estruturação de ideias aplicáveis ao contexto do seu negócio, independente do nicho e período.

Dessa forma, os diversos departamentos da sua empresa ficam preparados para eventuais cenários que possam representar perigo. Assim, não há espaço para dúvida e sim para mão na massa!Esperamos que você tenha gostado do conteúdo de hoje! Nossa dica é continuar no blog para descobrir como aumentar as vendas do seu negócio e lucrar mais. Boa leitura!

Sobre o autor

Grupo Fatos

Com mais de 25 anos de mercado e um atendimento de excelência, nos tornamos um Centro de Apoio ao Empreendedor, estruturado em unidades de negócios de diferentes áreas (Contabilidade, Consultoria, TI, Financeiro e RH), com soluções corporativas que permitem potencializar o futuro de nossos clientes.

Deixar comentário.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Share This